Debate – 28 de novembro

Tema do dia: Arte e cultura na vida das pessoas – Ilana Seltzer, mediadora

A mediadora iniciou a atividade e refletiu sobre o tema, ponderou que a arte e  a cultura podem ser sinônimo nos universos simbólicos que dão sentido à vida social. Sendo a cultura com origem coletiva, indeterminada e a arte com origem em indivíduos e grupos de indivíduos específicos A cultura tende à tradição e a longa duração, a arte traz potencial de risco e ruptura. A cultura é difusa em todas as esferas da vida cotidiana, a arte concentra-se em práticas e locais específicos. A cultura se internaliza espontaneamente ao longo da socialização, a arte necessita de oportunidades de familiarização e mediação.

Os convidados apresentaram suas experiências, e destacamos as seguintes ideias:

Célio Turino (Cultura Viva – MinC)

  • Cultura é cultivo, é um processo que nos define
  • Precisamos olhar mais para a potência e não só para as carências
  • A formação deve se falar por si só
  • É preciso estruturar a economia através da cultura
  • Fez uma avaliação da identidade x auteridade x formação

Jesús Carillo (Reina Sofía)

  • A aprendizagem é coletiva e os resultados futuros
  • Reina Sofia e um dos centro de formação mais importantes na Espanha
  • O museu esta em crise para identificar as suas mensagens na formação
  • Os museus se transformaram em zumbis, não se sustentam
  • A crise vivida foi o ponto de partida para a nova crítica
  • A arte e suas contradições auxiliam na formação
  • Arte e educação são processos no Reina Sofía
  • A arte contemporânea tem um trabalho pedagógico a ser desenvolvido
  • A aprendizagem nem sempre se dá como se planeja no educativo dos museus
  • A educação propõe “entrar” no espaço do outro
  • O discurso de pedagogia atual coloca o museu em um papel ativo, como um espaço de educação e aprendizagem.

Marcelo Evelin (Núcleo do Dirceu)

  • O núcleo tem uma história cultural bem especifica
  • Propôs um centro de criação para o núcleo e abriu aulas para comunidade se relacionarem com o teatro e sua formação
  • Sugeriu bolsas para as pesquisas acontecerem de maneira continua, com 18 alunos por 3 anos.
  • O núcleo aposta na diversidade.
Anúncios
Esse post foi publicado em Uncategorized e marcado , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s